quinta-feira, 25 de março de 2010

POESIA: EU SOU


Por Leonardo Dias, FRC


Eu Sou e por isso cogito
estar onde preciso
ou onde for improvável
por isso mesmo ágil:
decisões por segundo
muitas vezes profundo
raras vezes raso
Sei que eu uso o faro
e a visão, e o instinto
vivo tudo o que sinto
e quero tanto o que vivo
que a resposta de aonde vou
é a mesma de quem Eu Sou:
para onde vou e seja quem for
Cogito.

Por isso não me perco
nem me acho
me encaixo onde mereço
no tanto que me meço
no limite do compasso

De aço?
De coração também padeço
Mas estamos num vácuo
Com essa força toda da mente
a vagar soltos no espaço.

Quem não se sente
capaz de ir além
imaginando o que Pode Ser?

Eu Sou
é reto decidir
e reto merecer.


.·.

Um comentário:

  1. me identifiquei muito com esse poema. Sintonia total.

    ResponderExcluir

Deixe seu e-mail para retornarmos seu comentário.