domingo, 15 de novembro de 2009

IGREJA GNÓSTICA - origem e referências



IGREJA GNÓSTICA - GRAUS

A Igreja Gnóstica, revivida pelo célebre Jules Doinel é uma grande árvore com diversos ramos.
Originalmente, a Igreja recebeu uma doutrina essencialmente cátara, dando ênfase à pureza e a castidade.

Tinha apenas 4 graus:
Acólito, Diácono, Sacerdote e Bispo.
Este foi o modelo original, criado por Jules Doinel e que ainda existe em algumas organizações.

Posteriomente, o Patriarca Jean Bricaud acrescenta mais 4 graus:
Tonsurado (ou Clérigo), Leitor, Exorcista e sub-Diácono, totalizando 8 graus.

Assim iniciava dentro da Igreja Gnóstica um caminho operativo, tornando-a uma Ordem Iniciática, diferente da proposta de Doinel, que seguia a via da contemplação.

A doutrina pregada por Jean Bricaud tinha por base o catarismo, mas com fortes influênicas maçônicas e ocultistas.

Essa doutrina durou alguns anos, até que Jean Bricaud introduziu elementos do cristianismo ortodoxo na Igreja, chegando até a consagrar alguns Arquimandritas, que caracterizava os cleros branco (sem celibato) e negro (celibatário) da Igreja Ortodoxa. A doutrina ortodoxa foi logo retirada da Igreja, pois Jean Bricaud sentiu que estava fugindo das origens de Doinel, ficando somente as influências Maçônicas e ocultistas (o que não impediu alguns clérigos da Igreja de andarem vestidos de Monje ortodoxo pelas ruas).

Com a rápida expansão da Igreja e, devido a autoridade e independência dos Bispos, a Igreja Gnóstica ganha cada vez mais ramificações.

RAMOS DA IGREJA GNÓSTICA

Assim, temos várias ramificações da Igreja Gnóstica, que recebem os nomes de seus idealizadores:
-O ramo de Jules Doinel (esse ramo é o mais puro e, atualmente, encontra-se ativo dentro da Igreja Expectante);

Aquí cabe uma nota sobre a Igreja Expectante:
Esta Igreja foi fundada pelo Mestre Cedaior, que foi consagrado Bispo pelas mãos do próprio Jules Doinel. Esta Igreja tem clero próprio, e se a Gnose tivesse que eleger um Patriarca hoje, o único que poderia assumir o Trono de São João é, de fato e de direito, Mestre Thoth (Huascar Corrêia Cruz) atual Patriarca da Igreja Expectante, que comanda sua organização com sabedoria e pulso firme. O Sr. Huascar Correia Cruz (Mestre Thoth) é considerado por todos os Bispos Gnósticos do mundo inteiro como o último Apóstolo Gnóstico encarnado, e verdadeiro sucessor de São João.

-O ramo de Jean Bricaud;
-O ramo de Aleister Crowley (ativo na Ordo Templi Orientis);
-O ramo de Krum Heller (esse ramo é conservado até hoje dentro da Fraternitas Rosicruciana Antiqua);
-O ramo de Samael Aum Weor (muito ativo no Brasil e américa latina);
-O ramo Lucien Jean Maine (ativo dentro da Ordo Templi Orientis Antiqua).

Estes ramos citados são os mais antigos e conhecidos, mas existem dezenas de outras linhagens, não tão tradicionais quanto as citadas acima, mas de grande valor iniciático.

Algumas destas Escolas praticam uma Gnose mais pura, baseada nas culturas pré-cristãs, com forte influência oriental. Outras Escolas praticam uma Gnose com fortes influências judaico-cristã-islâmica.


- ramo Gnose da Psicologia
Alguns consdieram que ainda existe uma terceira manifestação da Gnose, baseada nos ensinamentos de Carl GustavJung. Esta Escola baseia sua Gnose na psicologia, dando ênfase na interpretação das reações psicológicas do homem e sua relação com o universo. Nesse ramo não existe clero nem sistema de graus, sendo apenas uma metodologia de trabalho interior.

DOUTRINA BÁSICA DA IGREJA GNÓSTICA

Um ponto em comum a todas estas Escolas é a Grande Virgem da Gnose, Sofia, que é de fato a grande manifetação egregórica da Gnose.Representa a base da doutrina e mãe de todas as organizações gnósticas, inspirando a Igreja do invisível.Abaixo dela está São Miguel Arcanjo (ou Mikael), que é o guardião da Igreja, agindo de forma diciplinadora. Sua influência estende-se tanto à clérigos quanto a fiéis da Igreja Gnóstica.

E completando a Trindade de comando espiritual da Igreja está o Mestre Desconhecido, um Ser Espiritual que comanda a Igreja como um Patriarca invisível, sendo o responsável pela administração e transmissão da Gnose no mundo.

O Mestre Desconhecido é o verdadeiro Patriarca da Igreja, visto que, com a morte do último Patriarca (Pedro Freire), a Igreja ficou sem comando terreno, salvo algumas organizações auto-céfalas que montaram sua própria estrutura, empossando seus próprios patriarcas, mas mesmo assim, estes são vistos como Arcebispos pelos demais, porque a transmissão formal do patriarcado não foi realizada por Pedro Freire.

Assim, os Bispos do mundo inteiro recebem influência direta do Patriarca invisível, o Mestre Desconhecido, como Chefe Supremo da Igreja.

A Igreja Gnóstica tem um grande corpo eclesiástico no mundo. Apesar de suas várias vertentes, ela conserva sua característica de Igreja e de Ordem Iniciática, e participar de seus ritos é ter a oportunidade de entrar em contato com essa grande fonte de inspiração e de vida: A Santa e Imaculada Virgem Sofia.

Rogamos aos Arcontes (guardiões) da Gnose que continuem guardando a Igreja em segurança, santidade e castidade iniciática. 
 
Fonte clique Aqui

.·.

Um comentário:

  1. !Gracias por este magnífico blog¡
    Manuel. Mx.
    Un TAF en Cristo.



    (www.diezacacias.blogspot.com)

    ResponderExcluir

Deixe seu e-mail para retornarmos seu comentário.