domingo, 17 de março de 2019

sábado, 19 de janeiro de 2019

domingo, 13 de janeiro de 2019

O HOMEM DE DESEJO I

Imagem: Philosophe Inconnu

O HOMEM DE DESEJO
T.


DA LUZ INVISÍVEL E DA VIDA:

A chama representa a manutenção, e não a lei da geração.

Não será necessária uma substancia exterior à chama, para que esta lhe comunique a luz visível?

Mas nosso Deus é a luz; retira de si próprio a substância luminosa do espirito.

Tudo o que emana da mãos do princípio de tudo é completo. Ele quis que a sensação da luz visível se vinculasse à vida de meu corpo.

Ele quis que o sol despertasse em meus olhos essa sensação da luz visível.
Mas ele mesmo quis despertar em minha alma a sensação da luz invisível.

Porque ele mesmo retirou desta luz o germe sagrado que anima a alma humana.

Não saem ramos do candelabro vivo, e sua seiva não é o óleo santo que nutre em mim a luz? Não é ela esse óleo que se consome sempre e jamais se esgota?

Que a vida se uma à minha vida, e que regenere em mim a vida que em mim produziu.

Que meu crescimento imortal e divino seja contínuo, como o de minha fonte eterna.

DO HOMEM DA TORRENTE:
O homem despreocupado e desatento atravessa este mundo sem abrir os olhos de seu espírito.

As diferentes cenas da natureza sucedem-se diante dele sem que seu interesse se desperte e que seu pensamento se amplie.

Só veio a este mundo para abarcar o universo com sua inteligência, e permite continuamente que sua inteligência seja absorvida pelos menores objetos que o cercam.

Será preciso que as catástrofes da natureza se repitam para despertares de seu torpor? Se não estás preparado, elas te assustariam e não te instruiriam.

PRIMEIRO DEGRAU DA OBRA:
...só Ele perdoa e só com Ele aprendemos a caridade. Abra a cada dia as sendas dessa escola, se queres aprender o que é a obra do Senhor.

Que o mestre que aí ensina encontre em ti o mais assíduo dos ouvintes.

Vejo duas palavras escritas nesta árvore da vida: Espada e Amor.

Pela espada da palavra submetei todos os inimigos de meu Deus, e os prenderei e impedirei que causem dor ao meu Deus.

Pelo amor eu lhe suplicarei com fervor que derrame sobre mim um raio de sua caridade; E que faça com que eu alivie, encarregando-me de alguns dos sofrimentos de seu amor.