quinta-feira, 26 de março de 2015

JULGAR

JULGAR

É fácil julgar quando vemos alguém que é “espiritual” se divorciando ou agindo egoisticamente ou se aproveitando de alguém.

Se é espiritual, por que está agindo assim?!

O que nos faz pensar que o que vemos é a realidade?

O que há de fato de que sempre há algo mais do que nossos olhos vêem?

O processo espiritual é invisível, por isso não podemos saber do muito que alguém está trabalhando em seu tikun (correção da alma).

É muito provável que a pessoa poderia haver feito algo dez vezes pior.
Não sabemos.

Quando quiser chamar alguém de hipócrita, pense duas vezes.
Dê a eles o beneficio da dúvida.
Lembre-se que todos nós somos humanos e temos que trabalhar nossa alma. Alguns estão mais avançados que outros, mas todos nós estamos no mesmo caminho.
Ademais, é para nosso maior beneficio mostrar um pouco de misericórdia aos nossos companheiros de viagem porque como diz o ditado: “com a vara que você mede você será medido”.

Por: Yehuda Berg

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu e-mail para retornarmos seu comentário.