quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

CUMPRIR DEVERES FAMILIARES



Dos Versos de Ouro de Pitágoras:

"5. Honra em seguida a teus pais, e a todos os membros da tua família."


Cumprir os deveres familiares e ter um comportamento equilibrado no plano emocional garante uma boa parte da tranquilidade básica necessária à busca da sabedoria divina. O desapego é igualmente importante. Um instrutor espiritual dos Himalaias escreveu no século 19 para um discípulo leigo, Alfred Sinnett: “Parece pouco a você que o ano anterior tenha sido empregado apenas em seus ‘deveres familiares’? Não; que melhor causa para recompensa, que melhor disciplina que o cumprimento do dever a cada hora e a cada dia? Creia-me, meu ‘aluno’, o homem ou a mulher que é colocado pelo Carma no meio de deveres, sacrifícios e amabilidades pequenos e definidos irá, através do fiel cumprimento deles, erguer-se à dimensão maior do Dever, do Sacrifício e da Caridade para com toda a humanidade. Que melhor caminho, para a iluminação buscada por você, que a vitória diária sobre o Eu, a perseverança apesar da ausência de progresso psíquico visível, o suportar da má-sorte com aquela serena resistência que a transforma em vantagem espiritual – já que o bem e o mal não podem ser medidos por acontecimentos no plano inferior ou físico?” [4]

NOTA:

[4] Veja Cartas dos Mahatmas Para A. P. Sinnett, Ed. Teosófica, Brasília, volume II, Carta 123, pp. 269-270.

Fonte "Vislumbres da Outra Margem"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu e-mail para retornarmos seu comentário.