domingo, 23 de janeiro de 2011

Semelhanças entre os ensinamentos de Buddha e Jesus




Semelhanças entre os ensinamentos de Buddha e Jesus
Contribuição de Lenise Olive, Sacerdotisa Expectante do 2º Grau - Belo Horizonte-MG


Desde o século passado estudiosos apontam as surpreendentes semelhanças entre os ensinamentos de Buddha e Jesus-O-Cristo. É como se Deus tivesse posto duas vertentes de uma mesma fonte adequadamente apropriadas para os mundos Oriental e Ocidental.
Veja alguns exemplos:
Buddha
: É mais fácil ver os erros dos outros que os próprios; é muito difícil enxergar os próprios defeitos. Espalham-se os defeitos dos outros como palha ao vento, mas escondem-se os próprios erros como um jogador trapaceiro.
Jesus: Por que olhas o cisco no olho de teu irmão e não vês a trave no teu? Como ousas dizer a teu irmão: deixa-me tirar o cisco de teu olho, pois sei corrigir o teu erro de visão. Hipócrita, tira primeiro o engano da tua visão, e só então poderás tirar o cisco do teu companheiro.

Buddha: Não importa o que um homem faça, se seus atos servem à virtude ou ao vício. Tudo é importante. Toda ação acarreta frutos.
Jesus: Não pode a árvore boa dar maus frutos, nem a árvore má dar bons frutos. Por ventura colhem-se figos de espinheiros ou ervas de urtigas? Toda árvore se conhece pelos frutos.
Buddha: A pessoa má fala com falsidade, acorrentando os pensamentos às palavras. Aquele que fala mal e rejeita o que é verdadeiramente justo não é sábio.Jesus: O homem bom tira coisas boas do tesouro do coração, e o mau retira coisas más, pois a boca fala do que está cheio o coração.

Buddha: Assim como a chuva penetra numa casa mal coberta, também a paixão invade uma mente dispersa. Assim como a chuva não penetra numa casa bem coberta, igualmente a paixão não invade uma mente bem formada.
Jesus: Todo aquele que ouve as minhas palavras e as põe em prática é como um homem que construiu uma casa sobre a rocha. Caiu a chuva, uma torrente se abateu sobre a casa, mas ela não caiu, pois estava fundada sobre a rocha. Mas aquele que ouve as minhas palavras mas não as pratica é semelhante a um homem que construiu sua casa na areia. Veio a chuva, a torrente se abateu sobre ela, e ela desabou. E foi grande a sua ruína.

"A religião do futuro será cósmica e transcenderá um Deus pessoal, evitando os dogmas e a Teologia. Abrangendo os terrenos material e espiritual, essa religião será baseada num certo sentido religioso procedente da experiência de todas as coisas, naturais e espirituais, como uma unidade expressiva ou como a expressão da Unidade".
                                                                                                                                                
Albert Einstein

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu e-mail para retornarmos seu comentário.